Os bloggers brasileiros que percorrem as estradas do planeta

Se é amante de viajar e de desportos, então tem que começar a seguir o blog e o Instagram do Carlos e da Gleidys - 'nas estradas do planeta'

1) Olá Carlos e Gleidys. Se tivessem que definir o vosso projecto numa só frase, qual seria?

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma de nosso corpo e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares...."

Portimão

2) Como é que tudo começou e o que vos leva a seguir esta vida de viajantes?

Quando nos conhecemos e decidimos viver juntos, fizemos a promessa que, pelo menos 2 vezes ao ano, nós sairíamos em viagem. E assim já se vão mais de 25 anos. Hoje estamos aposentados e muito mais disponíveis. O tempo é nosso aliado.

3) Vocês viajam muito com o vosso gato, o Fredy. Que cuidados têm que ter?

O Fredy é um gato especial. Podemos dizer que é quase um gato cachorro. Aprecia conhecer novos ambientes, é extremamente sociável. Está conosco desde seus 4 meses de vida, quando foi por nós adotado. É um bengal extremamante tranquilo, com uma personalidade repleta de curiosidades. Seus dias são muito bem ocupados com muito sono e incursões investigativas pelos lugares e destinos de nossas viagens. Como é um gato viajante, desenvolveu o gosto por novas e frequentes descobertas. Pode parecer estranho para a maioria das pessoas, mas o Fredy viaja muito bem dentro do carro e identifica o trailer e a camper como uma extensão de sua casa.

Fredy

Além de todos os cuidados normais (vacinas e visitas ao veterinário) Fredy conta com um Passaporte Animal, necessário para atravessar fronteiras ou comprovar saúde. Conta com seu próprio Kit de Primeiros Socorros. Leva um chip internacional sob a pele, com todos os dados legais. Carrega na sua coleira um GPS que permite rastreá-lo com precisão numa eventual fuga (o gato será sempre um gato, principalmente quando resolve perseguir uma lagartixa ou uma borboleta).

E limitações?

Limitações existem. Procuramos sempre contorná-las para manter o Fredy participando da viagem. Quando não é possível ou o deslocamento será mais cansativo que prazeroso para ele, fica no conforto de casa, acompanhado da Pet Siter preferida.

4) Sentem que não viajam para algum sítio por não ser pet friendly?

Quando enfrentamos essa resistência, procuramos contemporizar, mostrando que um gato tem características particulares. Não faz barulho, não suja e na maior parte do tempo, se dedica ao sono. Quase sempre obtemos sucesso. Até porque, muitas das vezes, levamos nossa casa conosco. Se de todo for impossível, procuramos outro destino. Se for de nosso interesse conhecer o lugar mesmo assim, deixamos o Fredy em boas mãos e seguimos sozinhos. Em nosso blog, sempre sinalizamos quando o estabelecimento ou o lugar é Pet Friendly.

Fredy no carro

5) Qual foi a viagem que mais vos marcou?

Sempre achamos que a viagem que está por vir será a mais marcante. As vivências acumuladas, vai nos deixando cada vez mais preparados para tirar o máximo da que está adiante. Nossa capacidade de planejamento está em constante aprimoramento e com isso aproveitamos mais.

Contudo, nossa predileção sempre foi a natureza. Como montanhistas apaixonados, amamos as serras (Canastra, Órgãos), chapadas (Diamantina), as cachoeiras (Foz), o mar (Abrolhos), o litoral (Sul e Nordeste), o pantanal sul (Centro-oeste).

As geleiras (El Calafate), o deserto (Atacama).

El Calafate

6) Pelo vosso blog dá para perceber que são amantes da natureza e dos desportos radicias. Têm sempre isso em conta quanto planeiam o próximo destino? Como é que as viagens "radicais" diferem das somente para descansar?

Os esportes radicais, sempre ligados à natureza são parte de nossa vida. Sim, sempre que possível encaixamos algum destes prazeres no planejamento. Outras vezes nos dedicamos quase que exclusivamente a uma investida de aventura, já que demanda aparatos e recursos específicos. Nosso perfil é muito dinâmico, talvez inquieto. Se estamos passando alguns dias numa praia tranquila, é certo que vamos convencer algum jangadeiro a promover uma velejada, uma pescaria ou um mergulho em arrecifes. rsss

Escalada

7) O blog está dividido em secções muito diferentes... Acham que é um ponto a vosso favor quando comparado com outros blogues? Querem falar um pouco sobre isso?

O foco do blog é o turismo feito por qualquer forma, muito embora esteja presente um nicho ligado ao campismo e ao caravanismo. Sempre que possível levamos nossa casa conosco. A experiência ligada ao caravanismo é muito requisitada no Brasil (que está acordando para esse estilo de turismo). Ao mesmo tempo, os europeus, (muito habituados a se deslocar assim no velho continente) quando decidem percorrer o Brasil acabam chegando a nós na troca de informações. Daí acabam ocorrendo alguns artigos muito técnicos, ligados ao mundo das caravanas.

8) Para terminar, qual é o grande objetivo e sentimento que querem transmitir?

Viajar, viajar é preciso. Ficamos felizes quando conseguimos inocular nos outros, esse desejo de conhecer novos lugares, pessoas e culturas. Acredito que conseguimos mostrar que é possível combinar trabalho, compromissos, família e lazer. Para tudo há uma medida adequada. Nem somos desgarrados do mundo, nem somos prisioneiros do sistema. Se planejarmos com carinho, o orçamento vai se ajustar. E assim vamos absorvendo, como uma esponja, experiências inesquecíveis, emocionantes, arrebatadoras, .... Gostaríamos de levantar mais a bandeira do ambientalismo, do turismo responsável, da preservação da natureza em todas as suas formas. Contribuímos com o que nos é permitido pelo caminho.

"É o tempo da travessia: e, se, não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." atribuído a Fernando Pessoa