Descobrindo a Holanda: uma aventura pelo país das tulipas

Um itinerário pelos melhores hostels em Amsterdão, Roterdão, Delft e Haia para descobrir uma Holanda muito inesperada

Uma jornada de aventuras na Holanda, começando por Amsterdão, continuando até às charmosas localidades de Muiden e Naarden, passando por Utrecht, rumo a sul até às maravilhas de S-Hertogenbosch (local de origem do famoso pintor flamenco Bosch), depois há ainda tempo para uma degustação de cerveja na Trappist Abbeys e, de volta ao norte, onde estão localizados os famosos moinhos de Kinderdijk e também Gouda, Roterdão e Delft. Por entre estes destinos encontrarás parques cheios de tulipas, castelos, lagos e paisagens inesquecíveis.

"Tenho natureza, arte e poesia e se isso não é suficiente, então o que é suficiente?"- Vincent Van Gogh

Há tantos hostels de qualidade em Amsterdão, mas para começares em grande, recomendamos um hostel verdadeiramente único: estamos a falar do Train Lodge, um dos nossos parceiros mais originais, uma vez que está inserido num antigo comboio parado perto da estação de Sloterdijk. O Train Lodge tem 123 camas, distribuídas por 44 compartimentos. Um dos vagões tem um bar super cool, frequentado por viajantes e locais.

The amazing train lodge in Amsterdam

Foto do Train Lodge Hostel retirada do Instagram @pa_sq

SUGESTÕES MEDIEVAIS DE MUIDEN A NAARDEN

Deixando Amsterdão para trás, onde retornaremos mais tarde para finalizar a nossa viagem, seguimos para sudeste. Depois de passarmos a vila de Muiden, chegamos ao Castelo encantado de Muiderslot, estrategicamente localizado na foz do rio Vech. É constituído por muralhas enormes que datam de volta ao século XIII e está rodeado de um lindo parque. Hoje em dia o castelo tornou-se num Museu Nacional e o seu interior foi restaurado de modo a simular o século XVII. Neste museu poderás encontrar coleções de armas e armaduras. É a localização perfeita para quem viaja em família, entre jardins, falcões e jogos de água.

An aeral view of the Muiderslot Castle

Foto do Castelo de Muiderslot do Instagram @lewis_j_hughes

Continuamos a nossa viagem para sudeste e chegaremos à vila medieval de Naarden, famosa pela sua estrutura em forma de estrela (visto de cima ou num mapa é verdadeiramente espetacular!). O centro histórico é cercado por dois fossos elaborados e grossas paredes de pedra perfeitamente preservadas. Para apreciar a vista, vale a pena dar uma caminhada pelas muralhas, ou melhor ainda, uma volta de barco de Vestingmuseum, o museu-fortaleza. Mas não é só a sua forma que faz da vila interessante. Não podes deixar de visitar a Grote Kerk, uma das mais antigas igrejas na Holanda que regularmente alberga concertos de órgão e exposições de fotografia. Por último recomendamos o restaurante Acquavite, que para além de oferecer um excelente menu que reinventa a cozinha italiana, está localizado num antigo quartel, renovado e decorado de uma forma surpreendentemente elegante.

The star shaped city of Naarden

Foto de Naarden do Instagram @koenjacobsamsterdam

FINALMENTE EM UTRECHT

Apesar de ter sido notícia devido a ataques terroristas, Utrecht é geralmente um destino pacífico para se visitar. Há tanto para ver e o centro histórico, constituído de elementos medievais, é realmente especial! Não percas a Torre Dom, a torre de sinos mais alta da Holanda, com os seus 112.5 metros. São 465 degraus até ao topo da torre mas o teu esforço será recompensado pela magnífica vista que dali pode ser apreciada. Depois de quase tocares no céu, recomendamos que mudes drasticamente de rota e vás numa tour pela Praça Subterrânea de Dom: é um percurso muito interessante (recomendamos que o faças com uma tocha, estilo Indiana Jones!) para recuares 2000 anos na História da Holanda, que incluirão achados arqueológicos e histórias muito interessantes (o conteúdo multimídia ajuda a reconstruir a história de uma tornado que destruiu completamente a nave da Catedral de Dom, em 1674). Igualmente imperdível é o Castelo De Haar, localizado no primeiro subúrbio, a noroeste da cidade. O parque e os jardins circundantes vão levar-te a imaginar contos de fadas, entre jardins de rosas, lagos, canais e sugestivas pontes medievais. A localização perfeita para quem gosta de natureza e picnics! Para aqueles que quiserem ficar uma noite em Utrecht, temos duas sugestões. Se procuras algo único, escolhe o HouseBoat Harmony, uma casa de hóspedes flutuante com vista para o rio Vecht e gerido por um casal muito simpático e hospitaleiro. Para aqueles que preferem ficar em hostel, sugerimos o Stayokay Utrecht Centrum que oferece a irresistível combinação de localização central, design moderno e preços low cost.

De Haar Castle in Utrecht

Photo of the De Haar Castle from Instagram @veroniquevalkenburg

VAMOS PARA SUL - PARA DESCOBRIR AS MARAVILHAS DE 'S-HERTOGENBOSCH

Deixamos Utrecht para trás e vamos para sul até chegarmos à vila de 's-Hertogenbosch. Tirando o nome impernunciável, é um destino fantástico com muito para oferecer. Entre as atrações a não perder destacamos a majestosa Catedral de São João, de estilo gótico e cuja construção remota ao século XIII, vai deixar-te de boca aberta: é considerada uma das mais bonitas de toda a Holanda! Tem um órgão gigante e muito especial do qual os habitantes locais têm muito orgulho (se lhes perguntares, dir-te-ão que a catedral já ali estava quando Amsterdão ainda era um pântano!). Na cidade há também um museu dedicado ao génio Hieronymus Bosch, um pintor holandês dos tempos medievais considerado um dos artistas mais visionários de todos os tempos. Na cave do museu, o estúdio do artista foi reconstruido e no topo da torre do mesmo poderás desfrutar de uma grande vista da cidade! Mas o mais interessante da cidade está localizado fora dela, chama-se Loonse en Drunense Duinen e é um parque natural com 35 km quadrados, caracterizado pelas suas dunas e solos arenosos, tanto que os locais lhe chamam Brabant Sahara. É um lugar incrível onde poderás fazer trilhos a pé, a cavalo ou de bicicleta.

Il deserto di Loonse en Drunense Duinen

Foto de Loonse en Drunense Duinen do Instagram @bjorn_loermans

PROVA CERVEJAS EM ABADIAS TRAPISTAS

Depois de uma caminhada pelo "deserto" de Loonse en Drunense Duinen, é inevitável que tenhas sede. Mas estás com sorte, porque nas proximidades existem duas abadias trapistas que produzem a melhor cerveja artesanal holandesa. Sugerimos que a primeira paragem seja na Abadia Cisterciense Onze-Lieve-Vrouw Van Koningshoeven (ou Nossa Senhora de Koningshoeven) em Berkel-Enschot, perto de Tilburg. Aqui a excelente cerveja "La Trappe" é produzida seguindo as tradições históricas dos monges que sempre extraíram água de cinco poços de 200 metros de profundidade. A visita guiada é altamente recomendada. Com 12 €, podes fazer um tour pelo mosteiro, assistir às actividades da cervejaria (com filmes históricos) e, claro, provar a cerveja artesanal aqui produzida! A nossa próxima paragem é a Abadia de Maria Toevlucht. Também neste caso é um mosteiro cisterciense dedicado à produção de "Zundert", uma deliciosa cerveja castanha de alta fermentação. Não penses em vir aqui para te embebedares, é um lugar de meditação e oração e, depois de visitar a loja da abadia, poderás desfrutar de um copo de cerveja no relaxante jardim que existe em torno do edifício. Considerando que em todo o mundo existem apenas 12 cervejarias trapistas certificadas, seguindo as nossas dicas, terás a oportunidade de poder visitar duas delas em poucos quilómetros!

L'abbazia Maria Toevlucht in Zundert

Photo of a beer tasting activity at the Maria Toevlucht Abbey from Instagram @michaelbsimon

TODA A POESIA DE KINDERDIJK

Vamos voltar para o norte e seguir em direção aos moinhos de vento de Kinderdijk, um local onde poderás tirar fotos mágicas para mais tarde colocares no Instagram. O local é considerado Património Mundial da UNESCO e consiste num grupo de 19 moinhos de vento do século XVIII. Alguns dos moinhos podem ser visitados, muitas vezes estes têm em exposição no seu interior sobre o tema da gestão de recursos hídricos, por razões óbvias muito sentidas na Holanda. É um local esplêndido para uma caminhada e onde também poderás fazer um passeio de barco para admirar a beleza da paisagem.

The wonderul Kinderdijk windmills

Photo of the Kinderdijk windmills from Instagram @jela_ela_la_a


GOUDA É MUITO MAIS QUE UM QUEIJO

Gouda é uma cidade muito bonita, mas deve muito de sua fama ao queijo homónimo produzido na região. No meio da aldeia fica a grande Praça Markt, onde as formas redondas do excelente Gouda são dispostas em todas as suas variações. No centro da praça ergue-se um edifício do século XVII, que agora abriga o Museu do Queijo Gouda: se olhares de perto para a fachada, verás um baixo-relevo que explica a origem do edifício (anteriormente usado como estação de pesagem de queijo) . Se fizeres uma caminhada pela área, não te esqueças de admirar as janelas espetaculares da igreja de Sint Janskerk, uma obra-prima de artesanato local.

Gouda Markt is a paradise for cheese lovers

Foto de um mercado de Gouda do Instagram @madwanders

O URBANISMO DE ROTERDÃO

Uma das nossas partes favoritas de Roterdão e que é também uma das atrações mais interessantes é um hostel! Estamos a falar do StayOkay Rotterdam que permitirá que fiques alojado nas bizarras Casas Cúbicas projetadas pelo arquiteto Piet Blom em 1984. No hostel poderás ainda alugar bicicletas, a maneira ideal de te deslocares pela cidade (há tantas ciclovias). Outro local futurista a não perder é certamente o mercado interno de Roterdão: alojado num edifício moderno com espaços generosos (estende-se como um campo de futebol e conta com mais de 100 vendedores!) O mercado é um verdadeiro paraíso para os amantes da gastronomia, ansiosos por provar produtos locais de todos os tipos, desde pão fresco até os inevitáveis ​​queijos. Para entender melhor a cidade, é essencial fazer um passeio na área portuária e, se não tiveres muito tempo, podes aproveitar para fazer uma tour de autocarro anfíbio que te mostrarão a cidade da rua e da água! E finalmente, dá a ti mesmo o luxo de uma vista panorâmica incomparável do Euromast, a resposta de Roterdão à Torre Eiffel. Os moradores locais dizem que em dias claros a visão pode chegar até Antuérpia ... se é verdade ou não, a vista é muito louca! O bilhete de entrada dá acesso à plataforma de observação com restaurante (100 metros de altura) e o Euroscoop (185 metros de altura). E gostas de desportos radicais, podes também experimentar a emoção de descer a torre em rappel ... obviamente, algo a evitar aqueles que sofrem de vertigens!

The cube houses in Rotterdam

Foto das estranhas Casas Cúbicas do Instagram @_chantelle.w

UM ACHADO CHAMADO DELFT

Após o caos movimentado de Roterdão, regressamos a locais mais tranquilos, parando em Delft, uma bela cidade rodeada de canais e famosa pela produção de cerâmicas pintadas à mão muito elegantes em branco e azul. Se és fã deste estilo, é absolutamente necessário visitares a Royal Delft Experience, uma exposição que homenageia os trabalhos da Royal Delft, a última empresa artesanal a deixar a cidade para produzir a cerâmica estilo "Delft Blue", ainda pintada à mão de acordo com as antigas tradições do século XVII. Mas Delft é também o berço de Johannes Vermeer e na parte antiga da cidade, encontrarás a igreja medieval de Oude Kerk, onde o artista foi enterrado. Para aqueles que querem visitar a cidade sem pressa, o Hostel Delft é altamente recomendado, um hostel limpo e central com um terraço com uma vista panorâmica sobre os telhados da cidade e a torre do Nieuwe Kerk.

Delft è una piccola città da scoprire

Photo of the Royal Delft Experience from Instagram @melissalai521

A JÓIA DA CULTURA EM HAIA

Saímos de Delft e seguimos em direção a Haia: pode não ser a cidade mais bonita da Holanda, mas certamente tem um papel muito importante, pois abriga os principais órgãos do governo holandês e também muitas organizações internacionais (como a Corte Internacional de Justiça). o Museu Mauritshuis é obrigatório - situado numa bela villa do século XVII, alberga uma coleção de obras de arte verdadeiramente notáveis, incluindo a famosa "Menina com Brinco de Pérola" de Vermeer. Uma tela que inspirou livros, filmes e que está entre as obras mais famosas e influentes do mestre holandês. Mas também há pinturas fantásticas de Rembrandt, Potter, Hals e outros mestres da era de ouro da arte holandesa. Ainda com um tema artístico, também vale a pena visitar o museu dedicado à obra gráfica de M. C. Escher dentro do Palazzo Lange Voorhout do século XVIII: os seus paradoxos visionários, as suas representações geométricas e distorcidas vão deixar-te sem palavras com precisão e engenhosidade. E em dias bons, recomenda-se uma visita ao Parque Madurodam, que contém uma série de modelos em miniatura de famosos edifícios holandeses. Para dormir em Haia, podes contar com o The Hague Hostel, muito central e equipado com uma boa cozinha comum e um bar muito simpático no andar de baixo (o mítico "Crazy Goat" que regularmente organiza eventos e concertos com bandas locais).

The worldwide famous Girl with a pearl earring

Foto de "A Menina com Brinco de Pérola " no Museu Mauritshuis do Instagram @iamjasonmills

DO MAR DO NORTE PARA AS ESTRELAS

Depois de tantas cidades belíssimas, é apropriado fazer uma pausa e encheres-te de horizontes sem fim para ver o Mar do Norte, nas proximidades. Recomendamos que viajes para a cidade de Noordwijk porque, além das belas praias (a Praia das Bolhas e a Praia Azul são as melhores) e as dunas para explorar, há ainda a Expo do Espaço, o Museu da Agência Espacial Europeia, com muitas exposições sobre o espaço, gravidade e satélites ... um show para todas as idades!

Noordwijk Beach

Foto da Praia Noordwijk do Instagram @orsyka_love

ENCHE A VISTA DE CORES EM KEUKENHOF

Se passeares por esta área entre meados de março e meados de maio, deves definitivamente ir e aproveitar Keukenhof, um belo parque floral também conhecido como o Jardim da Europa. É um dos maiores jardins florais do mundo e está localizado nos arredores de Lisse. O período de floração, por volta de meados de abril, é um triunfo para os olhos, com cerca de 7 milhões de bulbos que florescem numa irresistível chama de cores.

Flowers galore at Keukenhof gardens

Foto dos Jardins de Keukenhof do Instagram @shelliejanvier

NAVEGAR NOS CANAIS DE HAARLEM

Estamos quase de volta a Amsterdão, mas aguarda-nos uma última paragem, a apenas 15 minutos de comboio da estação central de Amsterdão. Estamos a falar de Haarlem e aqui também as coisas para ver e fazer são muitas: vamos começar por dizer que esta também é uma cidade percorrida por muitos canais, então um cruzeiro nos braços do rio Spaarne é recomendado para apreciar a beleza local da região a partir da água (um bilhete custa cerca de 15 €). Também vale a pena visitar o Moinho de Vento Adriaan, um dos melhores exemplos em toda a Holanda do Norte, com a sua imponente torre de madeira que lhe permite desfrutar de uma vista panorâmica do horizonte de Haarlem. O moinho é na verdade uma reconstrução porque o original foi queimado num incêndio em 1932, mas é realmente bonito e até as visitas guiadas são interessantes. Já perto da hora do almoço, podes ir ao Mercado Grote, uma vasta praça onde se destaca o perfil da Grote Kerk, a esplêndida catedral da cidade: este é o coração da vida quotidiana de Haarlem e, se você tiver a sorte de visitá-lo ao Sábado, irás encontrar o mercado de rua, considerado o mais bonito da Holanda. E para terminar o dia visita a antiga Igreja de Jopenkerk: o edifício manteve as suas características originais, incluindo vitrais coloridos, mas agora abriga uma fantástica cervejaria com um café e uma sala de degustação, onde poderás saborear a famosa cerveja Jopen de Haarlem, produzida usando receitas locais tradicionais que remontam à Idade Média.

The Jopenkerk brewery

Foto da cervejaria Jopenkerk do Instagram @alscottish

RECURSOS MUITO ÚTEIS: O MAPA DA NOSSA TOUR PELA HOLANDA

E aqui tens o mapa turístico completo com todos os passos e links para reservar uma estadia nos hostels mencionados. Clica no mapa para abrir uma versão interativa no Google Maps.

On the road map of Holland